Vereadores de Canoinhas apelam ao novo Governo para reativar perícias médicas do INSS

Preocupados com os interesses da coletividade de segurados, os vereadores canoinhenses encaminharam nesta semana, ofício ao presidente da república, Jair Messias Bolsonaro. O documento solicita que sejam tomadas providências urgentes quanto a designação de médicos para realização de perícias nos casos de auxílio doença/ acidente e aposentadoria por invalidez, para a Agência do Instituto em Canoinhas.
Os vereadores justificam que já enviaram uma série de requerimentos aos órgãos responsáveis, não obtendo retorno do atendimento. A população que precisa de atendimento para realizar as perícias continua sofrendo dificuldades, além do desgaste físico e deslocamento que requer recursos financeiros.
Vereadora Norma Pereira (PSDB) exemplificou durante sessão desta terça-feira, 5, que um pedido de pensão por morte está demorando de seis a oito meses para ser analisado e um pedido de aposentadoria até um ano. “Eles ainda nos respondem por escrito que a demanda atual é muito elevada em relação à capacidade de análise de atendimento das unidades”, ou seja, “ o número de contribuintes aumenta e servidores não”, explicou.
Wilmar Sudoski (PSD) citou que diante de tantas dificuldades no INSS, a falta de médico perito é a pior de todas. “ Já realizamos tantos pedidos aos governos anteriores, e está na hora de voltarmos a insistir agora com o novo governo que assumiu, retornando o diálogo e pedidos já feitos muitas vezes, na esperança que sejam tomadas providências”.
Paulo Glinski (PSD) também se pronunciou sobre a questão dos problemas no INSS: “ acredito que muitos agentes políticos que assumiram este ano não têm noção da gravidade que a agência de Canoinhas está passando, então esses documentos devem ser encaminhados em seus gabinetes para que de fato, todos tomem conhecimento e o problema volte a ser discutido”.
Os vereadores também estão encaminhando o documento com os mesmos pedidos aos senadores da bancada catarinense e aos deputados federais, também da bancada catarinense. O presidente do INSS, Renato Vieira também irá receber o ofício.
Os documentos encaminhados solicitam o aperfeiçoamento do sistema de agendamentos de atendimentos pelo órgão previdenciário, e para que seja determinado estudos urgentes e tomem providências para descentralização do sistema e recebimento de agendamentos via telefone 135, criando estruturas regionais de conexão entre os segurados e o órgão previdenciário, de modo a aproximar o INSS dos segurados e uma melhor compreensão no contato verbal entre atendentes e solicitantes.
Vereadores também solicitam um atendente no balcão das agências locais, além de ampliação dos serviços pelo número 135 também pelo telefone celular. Também que seja determinado ao atendente e atribuído a função de esclarecer ao assegurado qual a modalidade de benefício que lhe cabe ou que melhor corresponde às suas necessidades, promovendo também o agendamento respectivo e prestar demais orientações. E ainda, possibilitar o atendimento através da internet, proporcionando alternativas também ao público que tem no mecanismo virtual maior facilidade e comodidade para suas necessidades.