PM Ambiental de Canoinhas orienta sobre a proibição de pesca no período da Piracema

O período de defeso nos rios e lagos da Bacia Hidrográfica do Iguaçu começou no dia 1º de novembro e se estenderá até o dia 28 de fevereiro de 2019.
Durante a piracema, realiza-se o defeso, fica proibida a pesca predatória, como a efetuada com redes por exemplo. O objetivo é proteger as espécies, garantido a desova e a reprodução.A restrição é regulamentada pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), por meio da Instrução Normativa nº 25/2009 e por legislação estadual complementar e específica a cada bacia.Na piracema, quem for flagrado pescando ilegalmente poderá ser multado.
Os órgãos ambientais (Polícia Ambiental, ICMBio e IBAMA) reforçam a fiscalização nos rios e lagos, com ações específicas por terra e água (embarcada).
O que é permitido:
A pesca poderá ser realizada em rios da bacia, somente na modalidade desembarcada e utilizando linha de mão, caniço simples, vara com molinete ou carretilha, com o uso de iscas naturais e artificiais nas áreas não restritas.
A legislação prevê a pesca em reservatórios na modalidade embarcada e desembarcada, de espécies não nativas e híbridos, com linha de mão ou vara, caniço simples, com molinete ou carretilha, com uso de iscas naturais e artificiais e o transporte de pescado ou material de pesca por via fluvial somente em locais cuja pesca embarcada seja permitida.
Nos rios e lagoas no interior da FLONA/Três Barras, por normativa própria, a pesca em qualquer modalidade é proibida durante todo o período de piracema.
O que é a Piracema?
Segundo os estudos científicos a piracema é essencial para a reprodução da fauna aquática, conservação da biodiversidade e manutenção dos estoques pesqueiros.
A piracema é um fenômeno que ocorre com diversas espécies de peixes ao redor do mundo. A palavra vem do tupi e significa “subida do peixe”.
O processo recebe esse nome porque, todos os anos, eles nadam rio acima para realizar a desova.Durante a piracema, os peixes nadam contra a correnteza.
Esse processo é extremamente importante para o sucesso reprodutivo, uma vez que o esforço físico aumenta a produção de hormônios e causa a queima de gordura.
Os testículos dos peixes machos nesse período aumentam de tamanho, ficando repletos de sêmen, aumentando as chances de perpetuação das espécies.
Acesse Aqui a IN IBAMA nº 25/2009:http://www.normasbrasil.com.br/norma/?id=77415